sábado, 1 de outubro de 2016

NASA descobre fonte desconhecida de raios-X vindos do espaço

Um novo estudo da NASA, resolveu um mistério de longa data sobre a origem dos raios-X que permeiam o espaço em nosso sistema solar, mas ao mesmo tempo, eles também descobriram uma fonte desconhecida de raios-X de alta energia que até o momento não pode ser explicado.


A pesquisa vem de uma nova análise dos dados registados pela NASA na missão do foguete DXL, que foi lançado em 2012 para estudar as emissões de raios-X de baixa energia no nosso canto da galáxia.

Na época, havia duas hipóteses centrais. A primeira era que essas emissões vinham do vento solar, mas os cientistas também pensavam que talvez a origem era em um local chamado de Local Hot Bubble, uma região de gás quente que envolve o nosso Sistema Solar.

"Nós mostramos que os raios-X vinham a partir da troca de carga do vento solar, que é de cerca de 40% no plano galáctico, e menos ainda em outros lugares", disse o astrofísico Massimiliano Galeazzi, da Universidade de Miami. "Então, o resto dos raios-X deviam vir da Local Hot Bubble, provando que ela realmente existe", concluiu ele.

Mas, enquanto os cientistas debatiam sobre esse mistério, outro estava prestes a aparecer. Quando o DXL decolou no Novo México, em 2012, ele detectou em um voo de 5 min algo que os pesquisadores não estavam esperando: a evidência de que os raios-X de alta energia não poderiam, estar se originando do vento solar ou a da Local Hot Bubble. 

A boa notícia é de que o sucessor do DXL. o DXL-2 - lançado em dezembro do ano passado, tem a chance de estudar novamente e obter novos dados, que podem ser capazes de resolver este mais recente mistério. [ScienceAlert]